banner ebook auditoria em saúde

As startups em saúde são empresas que nascem com uma ideia inovadora, possuem um modelo de negócio escalável e trabalham em condições de incerteza.

O ecossistema de saúde nunca para de evoluir. Hospitais, ambulatórios, pronto-socorros, clínicas e consultórios contam com cada vez mais tecnologias para oferecer a melhor assistência aos pacientes.

Um dos grandes motivos para esse avanço tecnológico ser tão marcante, é o fato das startups em saúde terem crescido 118% de 2018 para 2020, no Brasil, segundo o Healthtech Report 2020 da Distrito.

De 248 para 542 empresas, o país investe cada vez mais em inovações que contribuem para toda a área médica. 

Continue a leitura e descubra mais sobre esse avanço!

O que são startups em saúde?

As startups ou empresas emergentes, se referem às empresas que estão em seu estágio inicial e giram em torno de uma ideia inovadora, que consegue ter um modelo de negócio repetível e escalável.

Ou seja, é uma ideia com potencial de sucesso e, por ser inovadora, também está em um ambiente repleto de incertezas, já que não necessariamente há dados de empresas anteriores.

Além disso, apesar da ideia ter potencial, ainda não há pesquisas profundas se os consumidores irão aderir a essa inovação.

No Brasil o conceito de startups começou a se popularizar com a internet, entre os anos 1996 e 2001. A Microsoft, Google e Apple são ótimos exemplos de startups que hoje já são empresas consolidadas.

Quando falamos de startups em saúde, estamos nos referindo a esse tipo de empresa focada no ecossistema médico

Suas soluções costumam estar voltadas para nichos específicos, como clínicas, pacientes, enfermeiros, médicos, ambulatórios ou hospitais.

Quais são as vantagens das startups em saúde?

Imagine como o setor médico seria diferente sem as descobertas científicas e inovações tecnológicas. 

Como seria possível tirar o raio-X de um paciente? Como as doenças seriam erradicadas sem vacinas? Quanto dinheiro seria perdido em falhas de processos em clínicas e hospitais?

A maior vantagem de uma startup em saúde é que ela soluciona problemas e traz mais praticidade para a vida de todos, seja o paciente, o enfermeiro, o médico ou o gestor da instituição.

e-book auditoria concorrente

Na pandemia de COVID-19, por exemplo, os robôs foram utilizados para realizar entregas de medicamentos, monitoração de pacientes, cirurgias a distância e limpezas constantes.

Sem eles, os profissionais de saúde teriam que se arriscar ainda mais e o número de impactados pela doença teria sido ainda maior. 

5 startups em saúde que estão revolucionando a área médica

1. SafePill

A SafePill é uma startup que oferece uma solução de compra e entrega de medicamentos. Os pacientes podem comprá-los pela internet e recebê-los no dia e horário programados.

Ao invés de ir presencialmente até uma farmácia, os pacientes podem fazer tudo de casa e contar com vantagens como:

  • Pesquisa de preços em uma única plataforma;
  • Redução de custos com deslocamento;
  • Eliminação de erros de medicação;
  • Organização por dia, dose e horário;
  • Alertas de interação medicamentosa;
  • Análise de fármacos para aumentar a segurança;
  • Diminuição da falta de adesão ao tratamento.

2. iClinic

A iClinic é líder no segmento de software médico em nuvem do Brasil e possui soluções focadas em médicos de clínicas e consultórios, como seu sistema, o AgendarConsulta, eventos, cursos e conteúdos educativos.

Ela também possui a iClinic Pay, uma fintech da saúde que está integrada ao seu software médico.

Entre suas principais ferramentas, podemos citar:

3. PEBMED

A PEBMED é o maior portal de atualização em Medicina do país e conta com o Whitebook, o aplicativo médico mais baixado do Brasil que tem o objetivo de ser o apoio nas tomadas de decisões clínicas.

O app tem mais de 9.000 conteúdos feitos por médicos que são atualizados constantemente. Eles podem ser acessados off-line e também há outras ferramentas como:

  • Medicamentos e Bulário;
  • Quiz de Medicina;
  • CID-10;
  • Critérios diagnósticos; 
  • Protocolos médicos e protocolos clínicos; 
  • Prescrições Médicas; 
  • Procedimentos SUS TUSS; 
  • Calculadoras e Escores de Medicina; 
  • Condutas médicas, fluxos, rotinas e medicina de urgências; 
  • Atlas.

4. Anestech

A Anestech promete transformação digital na anestesiologia. Substituindo o papel, a startup promove cirurgias mais seguras, proteção legal para os profissionais e facilidade na gestão hospitalar.

Seu produto é a AxReg, uma ficha anestésica digital intuitiva com painel de performance para todo o centro cirúrgico.

5. Carefy

A Carefy é uma plataforma completa para processos de auditoria em saúde. Ela otimiza processos, diminui custos e reduz o tempo de permanência do paciente. 

O retorno sobre o investimento pode ser de até 100 vezes e todo o processo de auditoria fica centralizado em uma única plataforma, o que beneficia o relacionamento com as operadoras de saúde.

Para saber mais sobre as soluções da Carefy, você pode entrar em contato pelo WhatsApp com um consultor.

Neste artigo você aprendeu o que são as startups em saúde, suas vantagens e quais são as 5 que estão revolucionando o setor. Espero que tenha sido útil!

indicadores de auditoria em saúde