Hoje, existe um aspecto importante: saúde e tecnologia estão mais associados do que nunca. 

Os efeitos práticos da transformação digital já são vistos nos consultórios, clínicas e hospitais.

E não é apenas no atendimento clínico dos pacientes que essa evolução se manifesta. A gestão em saúde  também é amplamente beneficiada pelas novas tecnologias. 

E as instituições de saúde que não acompanharem o mercado ficarão para trás.

Confira neste post por que saúde e tecnologia estão ligados de forma intrínseca e saiba como sua operadora pode se beneficiar com avanços dessa junção.

Saúde e tecnologia ao longo do tempo

Nos últimos anos, o setor de saúde vem se apropriando de avanços ligados à transformação digital.

 O uso de ferramentas para gestão dos grandes volumes de dados em saúde disponíveis, atualmente, se reflete de forma decisiva na medicina, que originou o conceito de saúde 4.0.

Porém, se a saúde 4.0 foi marcada pela inserção das novas tecnologias no mercado médico, já estamos vivendo um momento posterior. 

A saúde 5.0 tem como marca a conectividade total, posicionando o paciente no centro de todo o processo.

Esta nova realidade garante mais precisão nos diagnósticos e facilita o monitoramento da evolução dos pacientes. Além disso, as decisões sobre os melhores tratamentos são mais rápidas e os recursos necessários são otimizados.

É uma evolução que beneficia desde os pacientes até as operadoras da área da saúde.

Tendências de saúde e tecnologia

A medicina sempre foi uma área de ponta no que se refere ao conhecimento humano. Sendo assim, a relação entre saúde e tecnologia está presente em praticamente todo tipo de inovação que temos experimentado.

A gestão de grandes volumes de dados, big data, internet das coisas e a inteligência artificial são exemplos desse novo modelo. 

Todas estas tecnologias já estão presentes nas clínicas e consultórios, gerando subsídios para as melhores decisões médicas.

Um exemplo é a precisão nos diagnósticos. Uma pesquisa da Revista Nature apontou um índice de 97% de acertos em diagnósticos de catapora e gripe em crianças feitos por um sistema com inteligência artificial. 

Já um levantamento da Associação Paulista de Medicina mostra que 80% dos médicos do Estado já utilizam telemedicina para atender seus pacientes. Ou seja, a tecnologia veio para ficar no setor.

Benefícios para as operadoras

Para a gestão no contexto de auditoria em saúde, a saúde 5.0 também representa uma revolução sem precedentes. 

Isso passa pela atuação das healthtechs, empresas especializadas em soluções para gestão em saúde. Elas ajudam as operadoras a transformar dados em subsídios para aprimorar decisões e estratégias.

Assim, é possível aprimorar todo o ciclo de atendimento ao paciente. A operadora consegue:

  • prever de maneira mais segura sua evolução;
  • avaliar quais decisões clínicas foram mais efetivas;
  • reduzir desperdícios.

Como preparar a sua operadora para o futuro?

O encontro entre saúde e tecnologia provocou uma transformação acelerada no setor.

E esse dinamismo exige adaptação por parte das operadoras. É preciso adequar-se ao novo jeito de realizar as rotinas, como auditoria médica e gestão de internados.

É necessário, por exemplo, preparar seus profissionais para atuar nesse novo ambiente e entender os limites e regramentos inerentes ao manuseio de dados dos pacientes. 

Estes são apenas alguns exemplos do por que as operadoras devem contar com parceiros qualificados para assessorá-las neste novo mercado.

Como a Carefy pode auxiliar?

A Carefy oferece uma plataforma completa de gestão de pacientes internados e de auditoria em saúde. Trata-se de um suporte indispensável para que a operadora se posicione no mercado permeado pela tecnologia.

E, com resultados comprováveis, como o aumento de até 137% de eficiência da equipe e redução da média de permanência de até 40%, a Carefy é o que falta na sua operadora de saúde.

Procure saber entrando em contato com a Carefy! No site, você vai encontrar todos os benefícios de contar com a consultoria.