banner ebook auditoria em saúde

O BI, ou Business Intelligence, já é uma realidade na saúde.

Este processo proporciona diversos benefícios para as instituições e tornam a gestão em saúde mais assertiva.

No artigo de hoje falaremos tudo que você precisa sobre BI em saúde. Continue a leitura e confira!

O que é BI de saúde?

O BI, ou Business Intelligence, trata-se de um processo que ajuda as organizações, sejam elas de qualquer natureza.

Através do BI, é possível analisar dados antigos e recentes e, através deles, descobrir quais tomadas de decisão devem ser tomadas ou quais insights são importantes para a operação.

Ou seja, BI em saúde é o processo de utilizar de forma estratégica os dados da instituição, seja ela uma operadora de saúde, uma clínica ou um laboratório. 

A partir da coleta de dados, é possível tratá-los e analisá-los da forma que for relevante para a instituição de saúde, possibilitando uma gestão em saúde mais eficiente.

Como funciona um BI em saúde?

Vamos pensar na prática? O dia a dia de uma instituição de saúde envolve a criação de muitos dados. 

Podem ser eles: sobre a entrada de beneficiários na instituição, sobre as altas realizadas, sobre quais os CIDs mais frequentes… São muitos processos e dados gerados em cada um deles, né?

Dessa forma, é importante analisar esses dados e identificar se os recursos da instituição estão sendo utilizados de forma correta. E, fazer esse trabalho de forma manual é insustentável.

Para tanto, surge um BI de saúde, com objetivo principal de ser uma maneira mais rápida e eficiente de monitorar todos os dados e processos da instituição.

Um BI em saúde funciona, essencialmente, a partir de quatro etapas. Confira abaixo cada uma delas!

1. É necessário coletar e converter dados de várias fontes da instituição

É comum que as ferramentas de BI utilizem o método de extração, transformação e carregamento – conhecido como ETL.

Assim, na primeira etapa é essencial coletar os dados das várias fontes e processos que a instituição realiza.

Em seguida, deve-se unir os dados em um só lugar e carregá-los em uma única plataforma, com o objetivo de centralizar as informações.

2. Descobrir inconsistências e tendências é fundamental

Com os dados carregados, é hora de analisá-los. Para isso, é comum utilizar o termo “mineração de dados”, pois essa etapa geralmente consiste em explorar os dados.

Normalmente essa etapa usa automação para que a análise seja mais rápida e que seja possível encontrar padrões e exceções nas operações. 

Assim, é possível analisar de forma assertiva os dados coletados.

3. Visualize os dados para apresentar os achados

Não é possível apresentar achados antes de visualizar o que foi encontrado.

Portanto, nesta etapa, é hora de visualizar os dados da melhor forma possível para todos da gestão. 

Isso pode ser feito em forma de relatórios, painéis de dados, gráficos ou mapas. 

Tudo é válido desde que seja a forma mais fácil de visualizar e entender o que está acontecendo na operação.

4. Faça a tomada de decisão com base nos indicadores reais

A tomada de decisão de qualquer instituição de saúde é um processo que requer muita atenção, mas que pode ser facilitado com um BI em saúde. 

e-book auditoria concorrente

Ao visualizar os dados em tempo real da operação, é possível ter uma tomada de decisão mais rápida e com maiores chances de dar resultados. 

Logo, um BI em saúde pode ser visto como um sistema de apoio para a tomada de decisão, sendo fundamental a gestão da instituição ser mais assertiva e dinâmica.

Qual a importância de um BI em saúde?

Nos tópicos acima descrevemos um pouco da importância de um BI em saúde. 

Certamente você deseja saber mais sobre, né? Confira abaixo!

1. Maior eficiência para a instituição e operação

Uma plataforma de BI em saúde pode ser o melhor recurso para obter eficiência para instituição e operação.

Isso porque com a visualização e análise de dados, é possível ver o que está dando certo e deve continuar a ser efeito e o que deve ser melhorado.

2. Processos otimizados

Com um Bi em saúde, é possível otimizar todos os processos da instituição, desde os mais simples até os mais complexos.

A otimização de processos garante um ambiente de trabalho melhor para os colaboradores da instituição, torna a experiência do paciente mais agradável e garante que o atendimento prestado seja de qualidade.

Tudo isso proporciona maiores índices de qualidade para a instituição, tornando-a referência no mercado.

3. Identificação de gargalos

Ao acompanhar os dados da instituição e criar métricas em cima deles, é possível identificar todos os gargalos da instituição e por fim neles.

Ainda, é possível atuar sobre um grande problema da saúde suplementar: os desperdícios.

Ou seja, o uso de um BI em saúde é de extrema importância e traz diversas vantagens para uma instituição.

Dashboards personalizados do Carefy

O Carefy é o software mais completo de gestão e auditoria em saúde.

Com o uso da tecnologia Carefy, é possível ter seu BI em saúde. Vamos ver como?

Com painéis personalizados da solução, ou dashboards, é possível monitorar de ponta a ponta as operações da instituição e ter uma visão estruturada dos processos.

Os dashboards de gestão do Carefy, permitem que você analise tudo em tempo real e tenha a tomada de decisão facilitada.

Quer um exemplo? Com os dashboards você consegue analisar o faturamento da sua instituição (e muitos outros indicadores) de forma dinâmica, sem enrolação.

Como o BI da Carefy ajuda os gestores a terem informações para tomada de decisão?

Já pensou em além de ter um BI em saúde de qualidade, poder contar com inteligência artificial na sua operação? É isso que a Carefy proporciona a você!

A inteligência artificial da Carefy é permite que as anomalias da instituição sejam identificadas e resolvidas. Incrível, né?

A união dos dashboards da Carefy com nossa IA, dá vida a um novo conceito de gestão em saúde.

A tecnologia permite avaliar parâmetros como:

  • Admissões e readmissões na instituição;
  • Altas;
  • Todas as movimentações do mês;
  • E muito mais.

Com isso, é possível monitorar todos os pontos de atenção que um gestor deve ter e implementar melhorias em rapidez e eficiência.

Ainda, conforme já dito, com essa funcionalidade, é possível reduzir desperdícios e identificar possíveis fraudes, garantindo transparência na instituição e maiores resultados.

É dessa forma que o BI da Carefy ajuda os gestores a terem informações para a tomada de decisão. Gostou e quer saber mais sobre? Fale com nosso time de especialistas!

indicadores de auditoria em saúde