e-book indicadores de internação

Equilibrar a sinistralidade do plano de saúde com a gestão de orçamento e controle de pacientes é uma tarefa bastante desafiadora para uma operadora de saúde. 

Afinal, sua dinâmica de processos é marcada por ineficiências, falta de protocolos padronizados, entre outros problemas que acabam dificultando a análise de indicadores cruciais para uma atuação bem-sucedida. 

Mas, já parou para pensar no quanto a tecnologia pode auxiliar nessa missão? Neste post, abordaremos o que é a sinistralidade e como as soluções tecnológicas têm impactado a otimização dos resultados. Acompanhe!

O que é sinistralidade? 

A sinistralidade do plano de saúde é um dos principais indicadores da qualidade da prestação deste serviço. 

Trata-se de um índice ou percentual definido a partir da relação entre os custos e receitas da operadora e o montante repassado aos médicos, hospitais e clínicas que fazem parte do seu sistema de atendimento.

Para ficar mais claro, podemos seguir o seguinte raciocínio: cada vez que um beneficiário é submetido a um procedimento médico, seja uma consulta, um exame ou até mesmo uma cirurgia, é gerado um sinistro. 

E cada sinistro representa um custo para a operadora do plano de saúde.

Então, a sinistralidade é calculada com base na somatória de todos esses fatores. A fórmula é simples: (sinistro/prêmio) x 100, onde o sinistro é representado pelo total de atendimentos, e o prêmio pela receita total obtida.

Supondo que uma operadora recebeu R$ 85.000,00 em prêmio, e gastou R$ 59.000,00 com os sinistros, o índice de sinistralidade seria de (59.000/85.0000 x100 = 69%). Assim, o ideal é que essa taxa não ultrapasse 75%.

Como a sinistralidade afeta os planos de saúde? 

O índice de sinistralidade do plano de saúde é um espelho de como os beneficiários utilizam seus serviços. Ou seja, ele reflete a viabilidade financeira para a operadora.

Se os dados apontam um gasto excessivo com procedimentos indevidos ou desnecessários, por exemplo, é sinal de que a sobrevivência e competitividade do negócio estão ameaçadas. 

É com base nesse índice que elas justificam o aumento do valor das mensalidades dos planos empresariais e individuais por adesão.

Por outro lado, se as empresas apenas repassam esse aumento das despesas para o consumidor, mas não implementam melhorias, seu problema ainda não estará resolvido. O que gera experiências ruins para o seu cliente.

Portanto, o monitoramento dessa métrica afeta diretamente o posicionamento e a credibilidade dos planos de saúde no mercado.

Entender essa relação faz com que a empresa entregue mais valor aos beneficiários e, ao mesmo tempo, mantenha uma lucratividade satisfatória.

Quais os benefícios de manter baixo o índice de sinistralidade? 

Acima de tudo, um índice de sinistralidade alto é sinônimo de falhas operacionais. Por isso, quando falamos em benefícios de manter esse percentual baixo, podemos resumi-los na combinação de eficiência com economia.

Sabe por quê? Uma gestão proativa, baseada em dados concretos e atualizados, permite o direcionamento correto de esforços, de modo evitar o retrabalho e desperdício de recursos. 

Uma vez que os custos são equilibrados e a prestação de serviço é aprimorada, ambos os lados saem ganhando. Além disso, é possível usufruir das seguintes vantagens:

  • padronização de processos;
  • eliminação de custos desnecessários;
  • segurança;
  • qualidade;
  • conscientização dos usuários;
  • diminuição do tempo de permanência das internações;
  • diminuição dos atrasos;
  • articulação institucional.

Como a tecnologia pode auxiliar na sinistralidade do plano de saúde? 

Em plena era digital, a medicina também tem incorporado novas tecnologias à sua rotina de trabalho, trazendo mais precisão para os diagnósticos e diminuindo os obstáculos no monitoramento da evolução dos pacientes.

Nesse contexto, a automação de tarefas proporcionada pelas inovações tecnológicas exerce um papel de grande importância no controle da sinistralidade dos planos de saúde. 

Em primeiro lugar, os softwares reúnem informações de tudo que acontece na empresa em um único ambiente, de modo que os profissionais envolvidos conseguem acompanhar, em tempo real, como cada beneficiário usou o plano de saúde.

Dessa maneira, com o apoio de sistemas inteligentes, geram-se relatórios de todas essas movimentações no sistema.

Isso garante mais agilidade em todos os processos e uma menor exposição a erros — a operadora tem acesso ao panorama completo das tarefas executadas, aumentando a capacidade de tomar decisões rápidas e assertivas.

Ainda nesse contexto, as soluções tecnológicas serão peça-chave para identificação de gargalos. Além disso, proporciona aos gestores alternativas mais eficientes para reduzir custos com atendimento e realizar uma melhor gestão dos seus contratos.

Lembrando que é preciso promover treinamentos para que o time de colaboradores se adapte à nova dinâmica, especialmente no que diz respeito ao gerenciamento e análise dos dados.

Como a plataforma da Carefy pode ajudar?

A Carefy é uma empresa que surgiu com o propósito tornar as instituições mais eficientes, diminuindo eventos adversos na gestão em saúde, promovendo facilidade, economia, segurança e organização em todo o seu processo de internação. 

Com o apoio deste software, temos uma auditoria médica mais intuitiva e eficiente na palma da sua mão, uma vez que o fluxo de operações pode ser acompanhado por meio de um aplicativo, anulando o uso de planilhas ou papéis

Na plataforma, você encontra módulos de auditoria concorrente, auditoria de contas, home care e prorrogações. Além de indicadores estratégicos para tomada de decisões, acesso a gráficos operacionais e de saúde em tempo real. Tudo isso reunido em um painel demonstrativo.

Com a Carefy, sua gestão se torna mais competitiva. E, para tanto, também são oferecidas funcionalidades como:

  • geração de relatórios personalizados;
  • comunicação direta com os prestadores de serviço; 
  • gerenciamento de pedidos de prorrogação de internação;
  • indicadores de custo e qualidade da rede.

O domínio de informações é um dos elementos mais importantes para o sucesso de um negócio. 

E, na área médica, essa realidade não é diferente — a sinistralidade do plano de saúde é um fator decisivo para quem deseja se destacar nesse mercado. Nesse cenário, a tecnologia exerce um papel de destaque para otimização de resultados.Então, gostou do artigo? Agora que você já sabe o que é o índice de sinistralidade e como a tecnologia fortalece esse desempenho, aproveite para conhecer as soluções personalizadas da Carefy. Entre em contato conosco!

Banner Material Módulos da Carefy – 2