banner ebook auditoria em saúde

Um coordenador de saúde desempenha funções específicas e o cargo requer muita responsabilidade, visto que desempenha função de gestão em saúde na instituição onde trabalha. 

No artigo de hoje vamos falar como e quem pode se tornar um coordenador de saúde. Continue a leitura!

O que é um coordenador de saúde?

O coordenador de saúde é o profissional responsável por coordenar e elaborar políticas de saúde em uma instituição, seja ela uma clínica, um hospital ou uma operadora de saúde.

O coordenador também age para garantir a conformidade do trabalho da instituição com a legislação vigente, sendo um trabalho de extrema importância.

Vamos pensar em uma operadora de saúde? 

Para que todos os processos da operadora ocorram conforme o esperado, alguém precisa desenvolvê-los, coordená-los e supervisioná-los para garantir que tudo está acontecendo de forma integrada e correta, né?

É aqui que surge o coordenador de saúde!

Assim, essa pessoa é responsável por organizar as atividades de atendimento ao paciente dentro de uma instituição.

Na prática: qual o papel do coordenador de saúde?

É provável que você já tenha ouvido falar em “cuidado coordenado” ou em “saúde coordenada”.

Todos esses termos se referem ao trabalho que é de responsabilidade da posição.

Na prática, é comum que quem ocupa o cargo acompanhe auditorias em saúde da instituição, com o objetivo de estar sempre em atualização, implementando as medidas necessárias para o bom, correto e assertivo funcionamento da instituição onde trabalha.

Ainda, o cuidado coordenado é de extrema importância para o paciente, pois a partir dele a experiência do paciente é melhorada, visto que, com a coordenação da saúde o tratamento é direcionado de forma mais assertiva e o atendimento é o melhor possível.

Como se tornar um coordenador de saúde?

Quando falamos da auditoria em saúde, esse é um desejo de muitos profissionais.

Pensando nisso, reunimos aqui as 3 principais perguntas sobre o tema e vamos respondê-las a seguir. Continue a leitura!

1. É preciso graduação específica para conseguir a vaga?

A resposta é não. Não existe graduação específica para se tornar coordenador de saúde!

e-book auditoria concorrente

Entretanto, é comum que profissionais de saúde com graduação ou pós- graduação em gerenciamento, coordenação de projetos ou em administração atuem neste campo, mas isto não é uma obrigatoriedade.

2. Quem pode se tornar coordenador de saúde?

Apesar de não existir graduação específica para ocupar o cargo, é comum que as instituições considerem experiências que acrescentam na função. 

Por exemplo, a experiência em coordenação de projetos ou unidades de saúde e experiência em cuidado coordenado.

A experiência em cuidado coordenado é importante pois a coordenação do cuidado integra a organização da assistência prestada ao paciente e o compartilhamento de informações entre o paciente e os profissionais ligados ao cuidado.

Logo, ter essa experiência mostra que o profissional já vivenciou uma atividade semelhante à que irá desempenhar como coordenador de saúde.

3. Como faço para me tornar esse profissional?

Ao se tornar esse tipo de profissional é importante que a pessoa saiba que ela irá tomar conta da saúde do paciente de forma integral e terá diversas responsabilidades dentro da instituição.

A união de formação educacional relacionada à coordenação e a experiência prática é o mais indicado para quem quer se tornar coordenador de saúde.

Além disso, algumas habilidades são necessárias, tais como:

  • Oratória: trata-se de um cargo de gestão onde a comunicação é muito importante;
  • Organização: para ser um coordenador, a organização é primordial para manter as informações estruturadas e integradas;
  • Liderança: um bom coordenador, é um bom líder. É importante saber como orientar as equipes e tornar o trabalho mais assertivo.

Gostou de conhecer mais sobre esse cargo importantíssimo na gestão em saúde de uma instituição? Clique aqui e inscreva-se na nossa newsletter para receber mais conteúdos sobre saúde e turbinar sua carreira!

indicadores de auditoria em saúde