banner ebook auditoria em saúde

O suporte respiratório é um apoio para o tratamento do paciente nas instituições de saúde. O oxigênio é essencial para a manutenção do corpo e sem ele é impossível manter a sobrevivência. Conheça a seguir o que é gasoterapia, quais são os gases utilizados, sua importância no tratamento e o que deve ser analisado durante a auditoria.

O que é gasoterapia

Consistem em técnicas empregadas que envolvem a utilização de gases medicinais para garantir que o paciente respire de forma adequada.

Um gás medicinal é uma substância ou o conjunto de substâncias as quais possuem propriedades terapêuticas.

O gás medicinal mais utilizado nas instituições de saúde é o oxigênio. Assim, o tratamento usando oxigênio na gasoterapia é chamado de oxigenioterapia.

Ainda, podemos considerar que, além do oxigênio, existem outros gases que estão incluídos neste conceito, tais como, dióxido de carbono, ar comprimido e entre outros.

Esses gases devem ser prescritos pelo médico. Entenda a sua importância abaixo.

A importância da gasoterapia

A respiração é essencial para o funcionamento do corpo humano, e por isso, garantir a realização dela, é uma das maiores preocupações da equipe médico hospitalar.

Logo, a gasoterapia é de extrema importância para garantir um tratamento adequado para a respiração do paciente.

Nesse contexto, é fundamental que o Enfermeiro Auditor saiba que deve ter atenção especial a este item e saber o que analisar no momento da auditoria.

Confira abaixo os dois pontos que você deve se atentar na gasoterapia durante a auditoria.

e-book auditoria concorrente

Pontos para serem analisados durante a auditoria

1- Analisar os registros de enfermagem

Os registros de enfermagem norteiam o Enfermeiro Auditor no momento da auditoria em saúde em relação ao início e término da oxigenioterapia.

O registro de enfermagem do início e o término deve ocorrer preferencialmente ao lado da prescrição e também na evolução de enfermagem. 

O médico deve prescrever a quantidade de oxigênio, litros por minuto (2l, 3l…), pode ser prescrito o tipo de oxigenioterapia (por cateter nasal, máscara…)

2- Analisar os contratos para verificar os valores e condições de uso

Os contratos nos mostram como a gasoterapia deve ser utilizada conforme quantidade prescrita, uso e valores.

Geralmente as condições previstas nos contratos são relacionadas aos litros/minuto e hora. O valor discriminado no contrato varia de acordo com os litros/minuto.

A consulta dos contratos é primordial para a realização de uma cobrança ou pagamento correto da gasoterapia.

Podemos observar que a gasoterapia deve ter uma atenção especial do profissional auditor no momento da análise. 

No entanto, não envolve somente a administração do oxigênio, envolve outros tipos de gases medicinais que serão prescritos, checados e analisados de acordo com o tipo de atendimento.

A gasoterapia é um assunto muito frequente na minha rotina de trabalho. A maioria das contas que realizo na auditoria tem um tipo de gasoterapia cobrada. 

Se quiser conhecer sobre este e outros assuntos relacionados à auditoria, você pode conferir o meu instagram: @jssolucoesemsaude

Gostou do conteúdo?! Inscreva-se na nossa newsletter para receber semanalmente conteúdos estratégicos sobre gestão em saúde.

indicadores de auditoria em saúde