Monitorar significa: vigiar, verificar (algo), visando determinado fim. Assim podemos dizer que o monitoramento de pacientes é a ciência que analisa cada cliente com olhar individual e após coleta de dados e análise deles, realiza-se o plano de cuidado que melhor se identifica com a situação do paciente. 

Com a criação das novas tecnologias, várias formas de monitoramento de pacientes na auditoria clínica foram inventadas, tanto que hoje conseguimos ter uma visão ampla de nossos pacientes não só quando este está internado.

O processo de monitoramento de internações é fundamental para garantir a melhor assistência do paciente e os custos relacionados à internação.

Neste artigo, falaremos um pouco mais do monitoramento de paciente internados e seus passos!

Passo 1: Coleta de dados na auditoria clínica

Esta etapa consiste em realizar o exame físico do seu paciente, de preferência para não se esquecer de nada, faça da sistemática, céfalo-caudal. 

Incluindo também as análises de anotações de prescrição médica (atenção aos medicamentos de alto custo), exames (realizados e a realizar) e cirurgias (se houver). 

Passo 2: Investigação familiar

Podemos nos deparar com paciente inconsciente devido casos graves, neste momento é muito importante ter auxílio da família para identificar possíveis doenças crônicas, alergias, cirurgias anteriores ou alguma doença de base.

Passo 3: Prontuário

Após a investigação beira leito é necessário realizar uma análise no prontuário para entender se o que você viu está de acordo com o que foi relatado e prescrito no prontuário para que assim você sistematize o cuidado no seu plantão.

auditoria e processos - falar com especialista carefyPowered by Rock Convert

Vale a pena lembrar a importância da necessidade dos dados do prontuário para a auditoria clínica e de contas médicas onde sua ausência pode resultar em possíveis glosas hospitalares. 

Passo 4: Autorizações

Checar se as autorizações foram enviadas aos planos de saúde e seus status para poder realizar as condutas que necessitem da mesma. A equipe de regulação e a central de guias podem ser envolvidas no processo. 

Passo 5: Reunião de equipe

O melhor monitoramento sempre será aquele que possui alinhamento da equipe multidisciplinar de saúde, assim a tomada decisão deve sempre ser alinhada com embasamento técnico científico para que o paciente tenha a melhor conduta e assim um desospitalização no tempo correto.

Passo 6: Realização

Agora é hora de colocar a mão na massa, após todas as questões de saúde alinhada, cabe ao enfermeiro do setor garantir que as propedêuticas ocorram como determinado. 

O Monitoramento de pacientes é uma constante que deve ser aprimorada e estudada a cada dia e com a aplicabilidade das novas tecnologias. 

O processo tende a ser cada vez mais rápido e efetivo através de novos indicadores de internação que otimiza tanto a qualidade da assistência quanto o custo envolvido em toda a propedêutica.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de se inscrever na nossa newsletter para receber semanalmente conteúdos estratégicos.

Photo designed by freepik

módulos carefy - baixar apresentaçãoPowered by Rock Convert