e-book indicadores de internação

O que é gestão de risco?

Antes de falarmos sobre como realizar a gestão de risco, é importante destacar o que é a gestão de risco.

A gestão de riscos na área da saúde compreende os sistemas, processos e relatórios clínicos e administrativos empregados com a finalidade de detectar, avaliar, monitorar, mitigar e prevenir riscos. 

Ao empregarem o gerenciamento de risco, as organizações de saúde protegem a segurança do paciente e os ativos da organização, por exemplo.

Os sistemas e processos utilizados para prevenir e descobrir riscos em instituições da saúde como hospitais é o que compreende o gerenciamento de riscos em saúde.

Neste conteúdo vamos abordar o propósito da gestão de risco em saúde, os componentes-chave, a criação de um plano de gestão de riscos, as adaptações do ecossistema da saúde e o Gerenciamento de Riscos Corporativos de Saúde.

A importância da gestão de riscos na área da saúde

Em geral, quando abordamos a temática de implantação do gerenciamento de riscos na área da saúde estamos direcionando para a segurança do paciente e a redução de erros médicos. 

No entanto, com o aumento de tecnologias embarcadas no ambiente médico, algumas preocupações em relação à segurança cibernética, por exemplo, também vêm sendo abordadas.

As organizações de saúde precisam se concentrar na capacidade de cumprir responsabilidades financeiras, regulatórias, legais e políticas (em constante mudança no setor), tornando o gerenciamento de riscos de saúde complexo.

Componentes-chave da gestão de riscos da saúde

Dentre os componentes-chave que as organizações de saúde precisam estar atentas estão:

  • Identificação de riscos;
  • Quantificação e priorização de risco;
  • Investigação e relato de eventos;
  • Realização de relatórios;
  • Captura de informações e aprendizado com os “quase acidentes”;
  • Estimular a pensar além do óbvio para descobrir falhas latentes;
  • Implantação de modelos de análise para investigação de acidentes;
  • Investimento em sistema de informações de gerenciamento de riscos.

Vale destacar que dentro de um cenário ótimo para a gestão de riscos, também é necessário manter o equilíbrio econômico/financeiro da instituição.

Criação de um plano de gestão de riscos da saúde

O Plano de Gerenciamento de Riscos é um documento direcionador de como uma organização identifica, gerencia e mitiga estrategicamente os riscos.

As organizações de saúde precisam ter um plano de gerenciamento de risco estabelecido e em andamento. 

Para isso, todas as lideranças e chefes de departamentos destas organizações precisam estar envolvidos com o desenvolvimento e avaliação contínua do plano.

O formato do Plano de Gerenciamento de Risco é adaptado de acordo com a organização e é dependente da análise dos sistemas existentes e histórico de dados, além de suas características como entidade de saúde.

Mas, existem alguns componentes fundamentais que estão presentes em todos os planos de gestão de risco em saúde, como:

  • Educação em riscos e treinamento de colaboradores;
  • Documentação de reclamações de pacientes e familiares;
  • Definição clara de finalidade, benefícios, metas e métricas de avaliação;
  • Plano de comunicação;
  • Plano de contingência;
  • Sistema para documentação, classificação e rastreamento de possíveis riscos e eventos adversos;
  • Sistema colaborativo para responder a riscos e eventos relatados.

O Plano de Gerenciamento de Riscos da saúde precisa ser um documento em constante atualização e aprimoramento, sempre embasado em riscos emergentes, lições aprendidas, novas informações e mudanças no sistema de saúde e na própria prática da medicina.

 Sendo sempre necessário as provisões para comunicação e treinamento quando essas atualizações e mudanças forem efetivadas.

Ecossistema a gestão de risco em saúde

Embora os membros da indústria compreendam a importância de expandir o gerenciamento de riscos na área da saúde para além da segurança do paciente e da responsabilidade médica, a transição ainda ocorre de forma lenta.

Apesar do aumento da conscientização do ecossistema da saúde sobre a importância da gestão de riscos, segundo a Associação de Gestão Financeira de Saúde (HFMA), muitos provedores de assistência médica ainda adotam gradualmente abordagens mais sofisticadas de ERM (Enterprise Risk Management) ou (Gerenciamento de Riscos Corporativos),

ERM – Gerenciamento de Riscos Corporativos de Saúde

Organizações da saúde estão adotando uma abordagem denominada Gerenciamento de Riscos Corporativos, também conhecida como ERM. 

O ERM inclui além dos aspectos tradicionais de gerenciamento de risco a segurança do paciente e a responsabilidade médica.

O ERM abrange oito domínios de risco:

  1. Operacional;
  2. Segurança clínica e do paciente;
  3. Estratégico;
  4. Financeiro;
  5. Capital humano;
  6. Jurídico e regulatório;
  7. Tecnológica;
  8. Riscos baseados em infraestrutura e ambientais.

O ERM destaca o uso de tecnologias para unir esforços na mitigação de riscos em toda a organização da saúde. 

Além disso, também é incorporada a análise de dados para serem utilizados como apoio nas tomadas de decisões, coesão entre departamentos, priorização de riscos e a alocação de recursos.

Conclusão

É de extrema relevância a busca por soluções que permitem o gerenciamento assertivo de riscos.

A In Situ Terapia Celular apresenta soluções que podem ser efetivas na minimização de riscos em saúde.

É especializada e pioneira no desenvolvimento de biocurativos com células-tronco para o tratamento de feridas crônicas e queimaduras graves.

Ainda, a Carefy desenvolve soluções que viabilizam o gerenciamento de riscos, visando a qualidade do atendimento prestado ao paciente.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário abaixo.

Referências:

American Society for Healthcare Risk Management. (2009). Risk management handbook for health care organizations (Vol. 30). John Wiley & Sons.

NEJM Catalyst. (2018). What Is Risk Management in Healthcare? Disponível em: https://catalyst.nejm.org/doi/full/10.1056/CAT.18.0197.

American Society for Health Care Risk Management.  (2016). Enterprise Risk Management. Disponível em: https://www.ashrm.org/system/files?file=media/file/2019/06/ERM-Tool_final.pdf.

Banner Material Módulos da Carefy – 2