A inovação tecnológica em saúde está sempre em ascensão, redefinindo continuamente como abordamos os cuidados médicos. Tecnologias emergentes estão sendo desenvolvidas constantemente, oferecendo potencial para melhorar a precisão dos diagnósticos, a eficácia dos tratamentos e a eficiência dos sistemas de saúde. 

Em um mundo onde a tecnologia desempenha um papel cada vez mais central em nossas vidas, é essencial que o setor da saúde acompanhe essa evolução para oferecer serviços de alta qualidade e acessíveis a todos. 

Assim, estar atento às tendências de inovação tecnológica  em saúde é fundamental para garantir que as organizações do setor estejam preparadas para o futuro e possam continuar a proporcionar os melhores cuidados possíveis aos seus pacientes.

E hoje, abordaremos mais sobre as tendências para o ano de 2024, afinal, a inovação ocorre a todo instante. Continue a leitura! 

Integração da jornada física com a digital

A integração de tecnologia na jornada de cuidados de saúde está simplificando a comunicação entre pacientes e profissionais da saúde. 

Aplicativos que centralizam prontuários digitais e agendam consultas estão agilizando processos administrativos, enquanto serviços de saúde acessíveis por aplicativos oferecem comodidade e acesso rápido a informações essenciais. 

Essas soluções não apenas melhoram a produtividade, mas também garantem a segurança dos dados dos usuários.

Leia também Jornada do Paciente Digital: Como funciona no Carefy?

Soluções paperless

A transição para ambientes sem papel, conhecida como solução paperless, também é uma tendência para 2024. Essa novidade refere-se ao uso da tecnologia para diminuir ou eliminar a utilização de papel nas instituições de saúde.

De acordo com uma pesquisa da Mordor Intelligence, o mercado de gestão de documentos associado a essa transição deverá atingir a marca de US$10,17 bilhões. Nesse contexto, a expectativa de crescimento médio é de 13% ao ano.

Esse interesse nas soluções paperless reflete na busca por eficiência operacional e na conscientização sobre os benefícios ambientais da redução do consumo de papel. 

Apesar disso, a transição para a eliminação do uso de papel vai além da implementação de tecnologias. Frequentemente, é necessário abordar todo o ecossistema.

O Carefy é parte deste processo, um dos princípios do software é a redução do uso de papéis nas instituições de saúde, tornando todo o processo de gestão em saúde digital, evitando que problemas que ocorrem pelo uso tradicional ocorra nos processos, garantindo a eficiência da gestão. 

Conectividade avançada

O avanço das tecnologias de conectividade está revolucionando a saúde, permitindo automação avançada, comunicação entre máquinas e análise de dados em tempo real. 

O desenvolvimento do 5G, por exemplo, está expandindo as capacidades de telemedicina e impulsionando a adoção de dispositivos vestíveis que coletam dados de saúde.

Big data e análise preditiva na prevenção de doenças

O termo Big Data trata-se do processamento e análise de conjuntos massivos de dados, que revelam insights valiosos e identifica padrões que podem passar despercebidos por métodos convencionais. 

Na saúde, essa abordagem permite a coleta e análise de informações detalhadas sobre pacientes, históricos médicos, tratamentos, resultados de testes e muito mais. 

Assim, ao aplicar este tipo de inovação tecnológica em saúde na análise de dados, como aprendizado de máquina e inteligência artificial, é possível extrair informações relevantes. 

A análise preditiva, um aspecto fundamental do Big Data em saúde, capacita profissionais a prever o desenvolvimento de doenças, identificar fatores de risco, evitar erros na auditoria, localizar glosas nas contas hospitalares, etc. 

Inteligência artificial

A integração da inteligência artificial (IA) com a saúde, que se intensificará ao longo de 2024, representa uma evolução para o setor. 

A IA é, antes de mais nada, sistemas computacionais desenvolvidos para executar tarefas que demandam inteligência humana, como aprendizado, raciocínio, resolução de problemas e análise de pedidos de guias hospitalares. 

Contudo, é importante destacar que a substituição de profissionais por máquinas não está em pauta, pois as inteligências artificiais não são autossuficientes. Pelo contrário, são empregadas para auxiliar a equipe, otimizando o tempo dedicado por esses profissionais. 

Por exemplo, a IA pode ser usada para automatizar tarefas repetitivas, como a análise de exames de imagem; fornecer informações adicionais aos médicos; gerar hipóteses diagnósticas e acompanhar a evolução dos pacientes

Essa integração entre IA e saúde resulta em diagnósticos mais precisos em um curto espaço de tempo, trazendo inúmeros benefícios tanto para as instituições quanto para os pacientes. 

Ao proporcionar uma análise mais eficiente de dados complexos, a IA capacita os profissionais a tomar decisões fundamentadas e personalizadas.

Por que investir na inovação tecnológica em saúde?

Investir em inovação tecnológica em saúde não apenas impulsiona o progresso tecnológico e melhora a qualidade dos cuidados médicos, mas também promove eficiência operacional, sustentabilidade ambiental e resiliência em crises de saúde globais. 

Instituições que abraçam a inovação não apenas se destacam no mercado, mas também contribuem para um sistema mais acessível, eficiente e centrado no paciente.

Ao abraçar o Carefy, por exemplo, as instituições de saúde estão se preparando para inovar e transformar radicalmente a maneira como gerenciam seus processos. Só a Carefy entrega uma plataforma que unifica todos os processos de Auditoria, dobrando a eficiência operacional e reduzindo custos. 

Com o software, profissionais de saúde possuem acesso a uma vasta variedade de funcionalidades que fazem a diferença nos processos de auditoria e gestão (e muito além). 

Clique aqui e saiba mais como levar esta eficiência para sua instituição e promover a inovação tecnológica em saúde! 

Banner Material Módulos da Carefy – 2