banner ebook auditoria em saúde

Um bom gestor em saúde sabe da importância de administrar o índice de ocupação na instituição para fazer a melhor destinação dos recursos financeiros e humanos. 

Nesse sentido, calcular a taxa de internação hospitalar é atividade indispensável para ter a exata dimensão da performance do estabelecimento e das necessidades do paciente atendido.

Para as operadoras, o cálculo pode auxiliar na otimização dos custos a partir do processo de auditoria em saúde

Pensando nisso, e tendo em vista a importância dessa métrica para a gestão de internados, elencamos alguns tópicos sobre o tema. Confira!

O que é a taxa de internação hospitalar?

Em termos simplificados,  a taxa de internação hospitalar é:

A porcentagem obtida pela razão entre o número de leitos ocupados e o total disponível em determinado período.

Esse número, também conhecido como porcentagem de ocupação, permite entender a demanda por leitos no hospital e gerir a capacidade de acolhimento de novos pacientes. 

Vale destacar que a taxa de internação hospitalar também é capaz de indicar o perfil de utilização dos leitos e a média de permanência nessas vagas, o que constitui parâmetro importante para guiar a tomada de decisão.

Qual a importância de calculá-la?

Como visto, o cálculo da taxa constitui um parâmetro de verificação de fatores importantes para a gestão em saúde.

Por meio dele, por exemplo, é possível verificar a necessidade de abertura de novos leitos para atender aos clientes da operadora de saúde.

Pelo contrário, se a ocupação diária mantém-se baixa, é possível identificar uma estrutura hospitalar maior que a necessária. 

Por meio dessa métrica, também se pode conferir o índice de rotatividade e o intervalo entre as ocupações, além do tempo médio de permanência dos pacientes.

Isto, é claro, permite conferir a produtividade da equipe médica, a qualidade da estrutura oferecida pelo hospital, a incidência de eventos adversos, entre outros. Tudo isso viabiliza:

e-book auditoria concorrente
  • Otimizar a destinação dos recursos;
  • Melhorar processos internos;
  • Reorientar investimentos;
  • Identificar desperdícios;
  • Reduzir custos entre outros.

Como calcular a taxa de internação hospitalar?

Em resumo, para obter a taxa de internação hospitalar é preciso se orientar pelo seguinte cálculo: 

Divida o número de pacientes que ocupam leitos pelo número de leitos total.

Em seguida, multiplique o resultado obtido por 100. 

É importante que os dados utilizados para identificar a porcentagem acompanhem um mesmo recorte de tempo. 

Por exemplo: o número de pacientes atendidos no dia X é de 100 pessoas, enquanto o número de leitos total disponível no mesmo dia é de 200. 

Assim, pela divisão, tem-se o valor de 0,5, que deve ser multiplicado por 100. Portanto, a taxa de ocupação neste dia será de 50%. 

Por meio desta média diária, será possível ter a dimensão exata da variação que ocorre ao longo do mês ou ano.

Sem dúvidas, a gestão realizada pelas operadoras de saúde deve ser fundamentada em dados de saúde concretos, de modo que a prestação de serviços acompanhe as necessidades reais dos pacientes e promova alto grau de satisfação. 

Nesse sentido, o cálculo da taxa de internação hospitalar é indispensável, uma vez que auxilia na auditoria em saúde.

E, afinal, ele contribui para a análise da qualidade do serviço prestado e dos custos de internação, que têm se tornado o gargalo das instituições.

E então? Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter e continue antenado nos melhores conteúdos de gestão em saúde.

indicadores de auditoria em saúde