e-book indicadores de internação

Com o aumento da inflação médica e o envelhecimento da população as operadoras de saúde estão em busca por soluções para diminuir os custos assistenciais. 

Mas uma barreira que se encontra é como fazer isso sem perder a qualidade do cuidado prestado ao paciente. Veja a seguir algumas formas e aproveite a leitura!

Custos assistenciais na saúde suplementar

Os custos assistenciais, assim como o nome já diz, é o custo atrelado às despesas de saúde com os pacientes. 

E não é de hoje que instituições de saúde possuem gastos exorbitantes relacionados à assistência prestada ao beneficiário. 

Dados mais recentes da revista Exame mostram que os gastos das operadoras de saúde bateram recorde no terceiro trimestre do ano de 2021 com mais de 40 bilhões de reais gastos, atrelado ao aumento da sinistralidade

Ainda, segundo um estudo realizado pelo IESS em janeiro de 2020 as despesas assistenciais de operadoras em saúde anuais foram de mais de  165 bihões de reais

Logo, enxergando essa problemática, elencamos algumas dicas de como mitigar esse cenário e o que pode ser realizado, mas sem impactar negativamente no desfecho do paciente.

Como reduzir custos assistenciais sem comprometer o atendimento

1. Centralize informações

Ter informações relacionadas ao paciente espalhadas em diversos canais pode contribuir para a ocorrência de inconsistências no processo, perda e vazamento de dados.

Ainda, isso pode contribuir para a não compreensão do quadro clínico do paciente como um todo, podendo gerar um alto índice de ineficiência, fraudes, repetição de exames e procedimentos.

E quanto menos a equipe entende a situação do paciente, menores são as chances de direcionar um cuidado assertivo para o mesmo.

E por consequência, isso influencia no seu tempo de permanência na instituição de saúde.

Logo, quanto mais tempo ela permanece, maiores os custos gerados para a sua empresa.

Além do que, quanto mais tempo ele permanece internado, maiores as possibilidades de ocorrer eventos adversos como o desenvolvimento de infecções hospitalares.

Logo, para diminuir custos, centralize todas as informações referentes ao processo de gestão de internação e auditoria em apenas um único lugar.

2. Analise o cenário atual do setor de internados

Além disso, é importante avaliar o contexto da sua instituição de saúde, ou seja, com base nos custos da empresa, identifique onde estão os principais gargalos.

O que eleva os custos da sua instituição? Quais os principais pontos de atenção?

Por exemplo, ao verificar o histórico de dados da instituição pode ser possível constatar que a taxa de reinternação dos beneficiários é alta.

Ao ter consciência desse cenário é possível traçar estratégias para minimizar esse índice e proporcionar o cuidado de qualidade para o paciente.

Mais que descobrir falhas, analisar o contexto atual do seu setor de auditoria permite implementar uma ampla gama de melhorias por meio da substituição de recursos.

Por exemplo, ao metrificar altos custos provenientes de determinado procedimento,  defina quais recursos médico hospitalares poderiam ser trocados por soluções alternativas com melhor custo benefício

Monitore a performance dessas mudanças para ver se de fato os custos foram minimizados.

3. Implemente tecnologia

A tecnologia na saúde é uma grande aliada de gestores que almejam diminuir os custos para manter a instituição de saúde competitiva no mercado.

Uma inovação em extrema expansão no contexto de saúde digital são os sistemas de auditoria, esses softwares, desenvolvidos por meio de tecnologias de ponta, como a inteligência artificial, potencializam os resultados de diversas instituições de saúde.

Isso é possível pois o sistema permite a identificação de custos desnecessários, inconsistências e pontos de melhoria relacionados ao cuidado prestado ao paciente e ao fechamento da sua conta.

A partir dessa análise, é possível direcionar os recursos de forma assertiva com a tomada de decisão estratégica embasada em dados.

Assim você otimiza processos de ponta a ponta no seu setor de auditoria médica, gera uma economia na casa dos milhões de reais e ainda garante que o atendimento prestado ao paciente seja de qualidade.

Como o Carefy auxilia na diminuição de custos

Com o Carefy, sistema completo de gestão da internação, a auditoria da sua instituição de saúde fica centralizada e padronizada, permitindo a interoperabilidade, a agilidade nos processos e a diminuição de custos em até 13%.

Isso é possível por meio da identificação de gargalos e pontos de melhorias, aumento da qualidade do cuidado prestado ao paciente, monitoramento de eventos adversos, diminuição da média de permanência e da otimização dos processos como um todo.

Além do que, você, gestor em saúde, tem acesso a mais de 60 indicadores estratégicos para ficar no controle da operação e acompanhar de perto o que acontece em relação à performance da equipe, à saúde do internado e ao fechamento da conta médica do mesmo.

O acesso em tempo real a todas as informações por todas as equipes permite que o setor de auditoria da sua instituição ganhe agilidade e eficiência para a tomada de decisão rápida e assertiva.

Quer conhecer mais sobre o Carefy? Fale com o nosso time de especialistas e agende uma demonstração gratuita.

Banner Material Módulos da Carefy – 2