e-book indicadores de internação

Uma unidade de internação pode ser definida como o conjunto de elementos destinados à acomodação do paciente que está internado.

Ainda, as unidades de internação são essenciais para o tratamento dos pacientes. Nesse sentido, as unidades contam com grande aparato de protocolos, equipamentos e profissionais especializados.

Existem pontos de alerta que precisam ser monitorados para o bom funcionamento da sua unidade de internação. Continue a leitura para descobrir quais são!

Qual a importância de sinalizar inconformidades na unidade de internação?

Durante a permanência do paciente em uma unidade de internação, o mesmo pode apresentar um quadro clínico que indica uma não conformidade relacionada à internação. 

A sinalização de uma não conformidade desempenha o papel de indicar uma possível condição que pode prejudicar a saúde do beneficiário.

Como por exemplo, um paciente acamado pode gerar uma sinalização da possibilidade de desenvolver úlcera de pressão de grau três.

Se essa sinalização não for monitorada pela auditoria em saúde, pode gerar o desenvolvimento dessa enfermidade, tornando-se um evento adverso desenvolvido durante a permanência do internado na unidade de internação;

Monitorar esses pontos permite que a operadora de saúde se antecipe a possíveis condições que o paciente se encontra, as quais podem demandar ações e tratamentos específicos.

Monitorar sinalizações permite diminuir a ocorrência de eventos adversos e garantir a segurança do internado.

Dessa forma, a experiência do paciente é priorizada, e essa prática, permite a diminuição de recursos valiosos para a instituição como tempo e dinheiro.

Descubra algumas sinalizações de não conformidades que podem te ajudar a identificar os casos que merecem atenção durante o dia a dia do monitoramento de internações hospitalares. 

4 Sinalizações para ficar de olho

1. Risco de úlcera por pressão

A permanência do paciente por um longo período de tempo na mesma posição pode provocar  a falta de oxigenação na superfície da pele e aliada a alta pressão que ela realiza sobre a superfície, pode desenvolver a ferida conhecida como úlcera por pressão.

Monitorar esses pacientes na unidade de internação e definir sinalizações para evitar que ocorra esse tipo de evento que pode comprometer seu desfecho clínico é de extrema importância para os serviços de saúde.

2. Pacientes sem ventilação mecânica ou droga vasoativa em UTI

Se a internação na unidade de internação ocorre no ambiente de UTI e o cuidado prestado ao paciente não inclui a utilização da ventilação mecânica e a administração de drogas vasoativas

Este pode ser um indicador de que aquela internação merece atenção.

Esse cenário pode indicar possivelmente uma não conformidade na coleta das informações sobre a condição do paciente frente a equipe de auditoria.

Ou uma inconformidade no tipo de acomodação do paciente.

3. Pacientes internados com CIDs sensíveis à atenção primária

O Ministério da Saúde desenvolveu uma lista com os CIDs (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde) que são sensíveis ao atendimento na atenção primária de saúde.

Por isso, se há uma internação hospitalar com o CID principal que compete a algum da lista, faz-se importante avaliar a pertinência da internação. 

Também pode significar que o CID registrado no sistema ao internar o paciente não corresponde ao motivo da internação, ou seja, se faz necessário rever a condição clínica, o ajuste do CID e o tratamento que o mesmo irá receber.

4. Pacientes na enfermaria com mais de 5 dias de internação

Nessas situações podem significar que este é ou tem chances de se tornar um paciente de longa permanência na unidade de internação.

A observação desses casos é importante para verificar se o paciente que se encontra nessa situação poderia ter recebido alta e não recebeu.

Ou, então, se o caso clínico merece uma maior atenção da equipe da operadora.

Como o Carefy ajuda nesse cenário?

Com o Carefy, a plataforma mais completa de auditoria em saúde do mercado, é possível monitorar as principais não conformidades para garantir a qualidade do atendimento prestado ao paciente, controlar o que acontece em relação à internação e minimizar a ocorrência de intercorrências na internação.

Tudo isso permite garantir a segurança do paciente durante a permanência na instituição de saúde e possibilita a redução de custos extras provenientes de acidentes e outros eventos adversos ocorridos com o paciente.

Com o Carefy é possível obter um ROI de 100 vezes em 6 meses de uso da plataforma. 

Utilizando a tecnologia Carefy, a auditoria em saúde da sua instituição torna-se mais eficiente e assertiva e a saúde dos beneficiários é prestada com cuidado de qualidade.Para saber mais sobre como o Carefy pode transformar a unidade de internação da sua instituição, entre em contato conosco!

Banner Material Módulos da Carefy – 2