Nos últimos anos as internações vêm figurando como principal gargalo das operadoras de saúde. Confira o por quê isso ocorre e como as operadoras estão se adaptando neste cenário. 

Internação como gargalo das operadoras de saúde

O gasto com internação é até 67 vezes maior do que o custo com consultas quando o assunto é sinistro.

guia auditoria em saúde

Dessa forma, é incontestável o impacto dos custos de internação para operadoras de saúde. E esses custos só tendem a aumentar (ANDRADE; MAIAB; RODRIGUES, 2010).

Acredita-se que entre 2005 a 2010 houve um aumento de 54% nos gastos com internação em todas as modalidades de operadoras de saúde. Já entre as autogestões o assunto é ainda mais preocupante.

Estima-se que o valor tenha triplicado em oito anos, chegando em uma média acima de R$23 mil por internação (DUARTE et al., 2017).

internação

Gastos médicos entre 2007 e 2017. (ANDRADE; MAIA; RODRIGUES, 2013).

Causas do aumento dos custos

Dentre as causas estão envolvidos o aumento dos custos dos materiais,  medicamentos e do centro cirúrgico durante a internação.Isso claro, não esquecendo do envelhecimento da população. Entre os idosos, não é notado um aumento significativo na taxa de utilização do plano mas sim um aumento na média de permanência durante a internação, justificando os aumentos progressivos.De fato, os custos relacionados a internação vêm evoluindo nos últimos anos acima da inflação. Contudo, também se sabe que até 20% dos custos de internação são gastos de forma desnecessária. Assim, a ineficiência na gestão dos recursos de saúde está diretamente relacionada.E uma causa chama muito atenção:
A dificuldade que as operadoras de saúde têm em obter as informações necessárias sobre a condição de saúde dos seus beneficiários. (DYE; REEDER; TERRY,1999)
Essa dificuldade se torna um gargalo para muitas operadoras de saúde uma vez que inviabiliza realizar uma gestão de forma integral dos seus recursos.

Como o mercado está se adaptando

Em um mercado cada vez mais competitivo e regulado como o das operadoras de saúde muitas estão se adaptando trazendo a gestão para dentro.Principalmente em um cenário em que cada vez se discute a Saúde baseada em valor, a excelência na gestão dos recursos em saúde e das informações dos pacientes internados é imprescindível.Assim, muitas operadoras que antes tercerizavam sua gestão, estão optando por monitorar as internações internamente através do processo de auditoria em saúde.Na gestão dessas informações, diversas ferramentas podem ser incorporadas no processo. No entanto o Carefy engloba todo o fluxo do paciente internado, se tornando um grande aliado na gestão.Com o fluxo do paciente mapeado é possível um maior controle dessas internações e evitar gastos antes que eles aconteçam pela auditoria concorrente.Dessa forma, também é possível gerar indicadores estratégicos de internação, gerando uma visão da operação como um todo e possibilitando uma melhor tomada de decisão.A integração dos players de saúde vêm sendo cada vez mais discutida como principal meio para viabilizar o modelo de remuneração baseado em valor.Assim, com o paciente no centro poderá ser feito de fato uma assistência de excelência e a gestão eficiente de recursos da saúde.Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter para receber semanalmente conteúdos estratégicos somo este sobre gestão em saúde. 🙂

Sobre o Carefy

O Carefy é uma plataforma para gestão e monitoramento de internações focado em todo o processo de auditoria em saúde. Fazem parte os módulos de auditoria concorrente, auditoria de contas hospitalares, prorrogações e home care para uma gestão centralizada e eficiente. Para saber mais clique aqui.