banner ebook auditoria em saúde

O Home Care é uma modalidade de atendimento que tem conquistado cada vez mais espaço. Um estudo encomendado pelo Núcleo Nacional das Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar (NEAD) e realizado pela Fundação de Pesquisas Econômicas (FIPE) mostrou um crescimento de mais de 22% nos últimos anos.

Um dos motivos para isso acontecer é que ele se mostra como uma opção mais confortável e eficaz para os pacientes. Afinal, eles recebem o tratamento no próprio lar, por meio de uma equipe bem qualificada. 

Quer saber mais sobre o assunto? Nós preparamos este guia completo para tirar todas as suas dúvidas sobre o atendimento Home Care. Então, continue com a leitura!

O que é Home Care?

Home Care é um termo em inglês que podemos traduzir como “cuidado em casa”. Ou seja, o paciente recebe o tratamento no conforto do seu lar. Assim, dentro deste serviço podemos incluir diversas modalidades. Uma delas é a internação domiciliar

Nesse caso, ao invés de permanecer no hospital, o paciente é encaminhado para sua casa, onde recebe os cuidados necessários.

Outra modalidade é de monitoramento, que consiste na adaptação de algum paciente crônico à sua nova rotina. Para isso, há visitas periódicas de profissionais. 

Além disso, há a modalidade de atendimento. Ou seja, o atendimento ambulatorial é feito em casa, com consultas, administração de medicamentos e cuidados de enfermagem.

Um bom exemplo é o Home Care para pacientes oncológicos, que recebem a quimioterapia em casa. No entanto, é importante esclarecer que os serviços de Home Care são diferentes dos que os cuidadores realizam.

Afinal, esses trabalhadores oferecem auxílio básico e ajudam pessoas que estão debilitadas ou que sofrem com limitação da autonomia e da locomoção — como os que ficam com alguma sequela em decorrência de Acidente Vascular Cerebral (AVC) — a realizarem tarefas do dia a dia.

Como funciona essa modalidade?

Como comentamos, o paciente inicia o tratamento no hospital e dá continuidade em casa, onde recebe o atendimento necessário. Os serviços de Home Care variam conforme as necessidades de cada pessoa e envolvem uma equipe com vários profissionais. 

Em geral, a assistência inclui consultas, exames, aplicação de medicamentos e, até mesmo, internação domiciliar.

Então, para que isso seja possível, é necessário montar uma estrutura na casa dos pacientes para dar suporte à vida, continuar o tratamento e também para que os profissionais possam monitorar e atender remotamente o paciente

Em alguns casos, dependendo da necessidade do paciente, podem receber visitas regulares da equipe montada para ele, como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e outros.

Quais os benefícios do Home Care?

O Home Care oferece uma série de vantagens. Por isso, as pessoas têm procurado cada vez mais essa opção de atendimento. A seguir, conheça os principais benefícios!

Humanização do tratamento

Quando o paciente consegue dar continuidade ao seu tratamento em casa, fica mais próximo dos seus familiares e volta à sua rotina e seus hábitos dentro do possível. Além disso, fica longe do ambiente do hospital que, para muitos pacientes, pode parecer bastante hostil.

Desse modo, receber os cuidados em casa com o mesmo rigor de um hospital ou clínica, faz com que a recuperação seja ainda mais rápida e eficaz. Afinal, a atenção, apoio, amor, carinho e dedicação dos familiares fazem toda a diferença em um tratamento, pois aumenta a sensação de bem-estar.

Maior envolvimento da família

As visitas nos hospitais são limitadas e por um período curto. Apesar de todo o cuidado da equipe, certamente os pacientes sentem falta do contato com a família e amigos. 

Dessa maneira, manter o paciente em casa promove mais qualidade de vida a todos os envolvidos.

Além do mais, a família do paciente não precisa frequentar o ambiente hospitalar e isso torna toda a recuperação mais confortável, tranquila e o paciente ainda fica menos estressado. Isso faz com que os resultados sejam melhores.

Diminui as chances de infecção hospitalar

Um dos fatores de risco de infecção hospitalar é a internação. Por mais cuidado que toda a equipe de saúde tenha, esse risco é inevitável. 

Caso o paciente contraia, seu quadro piora e aumenta o tempo de permanência no hospital. Por sua vez, quando o tratamento é feito em casa, há menos exposição a agentes infecciosos.

Atendimento personalizado

Não há dúvidas de que cada paciente é único e tem necessidades bastante particulares. Portanto, quando o atendimento é feito em casa, ocorre de maneira individualizada e planejada especificamente para ele. Dessa maneira, a reabilitação pode ser mais rápida.

Resposta psicológica

Quando o paciente ainda está no hospital, sente-se doente. Entretanto, quando volta para casa, apesar de ainda não estar completamente recuperado, há a sensação de que a enfermidade já foi tratada.

Assim, há uma resposta psicológica positiva no Home Care e isso ajuda muito na autoestima e na sensação de bem-estar do paciente. Como resultado, a recuperação é mais eficaz.

Redução do tempo de internação

A diminuição do período de internação é outra grande vantagem do Home Care. Afinal, o paciente pode ser desospitalizado e seguir o tratamento em casa. Isso também contribui para a otimização dos leitos hospitalares, pois o leito ficará vago para os que não podem seguir com a assistência domiciliar.

Diminuição dos custos com internação

Embora o paciente tenha o atendimento por vários profissionais, ainda assim o custo é menor que a internação hospitalar. 

Isso ocorre tanto para o paciente quanto para as operadoras de plano de saúde. Isto é, o cuidado prestado em casa tem um custo bem menor em relação ao feito em ambiente hospitalar.

Qualquer paciente pode se beneficiar com o Home Care?

A resposta é não. A indicação deve seguir uma avaliação de determinados critérios técnicos e sociais. 

O principal é a existência de um quadro clínico estável. Isto é, o Home Care é indicado para pacientes que não necessitam de atenção máxima e da estrutura completa que há em um hospital, mas que ainda demandam suporte para sua recuperação ou reabilitação por meio de cuidados profissionais.

Então, as principais indicações para o Home Care são:

  • pacientes clinicamente estáveis e que ainda necessitem de tratamento sob supervisão de profissionais;
  • limitações decorrentes do quadro clínico e que demandam tratamento;
  • realização de curativos complexos;
  • encerramento de terapia injetável;
  • cuidados paliativos;
  • pacientes portadores de doença crônica;
  • processos infecciosos prolongados ou recidivantes;
  • necessidade de aparelhos para suporte da vida.

Além disso, há outros critérios, como:

  • presença de um cuidador em tempo integral, seja ele um profissional ou um familiar que se responsabilize pelos cuidados;
  • disponibilidade de uma estrutura básica no domicílio para garantir o andamento do tratamento sem expor o paciente a riscos. 
  • além de tudo, o domicílio deve suportar a instalação dos equipamentos que forem necessários.

Qual é o papel do enfermeiro nessa modalidade de atendimento?

A enfermagem, assim como em todos os segmentos da saúde, tem papel fundamental no cuidado ao paciente. Com relação ao Home Care não seria diferente. 

e-book auditoria concorrente

A propósito, o crescimento da procura por enfermeiros na assistência domiciliar cresceu mais de 3600% nos últimos anos, de acordo com o estudo da FIPE, mencionado no início deste conteúdo.

Logo, o enfermeiro é responsável pela avaliação, admissão e manutenção do quadro clínico do paciente, pois é quem atua em tempo integral junto a ele. Além disso, também pode gerenciar equipes e supervisionar os outros profissionais técnicos que atuam em Home Care. 

Assim, esse profissional administra o suporte operacional e logístico para o paciente, orientando e traçando planos de cuidados personalizados, de acordo com a realidade de cada um.

Quais são as habilidades necessárias para atuar no Home Care?

Para atingir todos os benefícios do Home Care, é preciso que os profissionais desenvolvam uma série de habilidades. Nós listamos as principais. Confira a seguir!

Conhecimento técnico

Um dos principais pontos para atuar bem nesse segmento é ter um profundo conhecimento técnico sobre a área onde atua. Desse modo, a assistência tem uma qualidade mais elevada. Então, é importante que os profissionais estejam em constante especialização.

Liderança

Por ser um trabalho que envolve uma equipe multidisciplinar, é importante que os membros saibam trabalhar bem em grupo. Além disso, devem desenvolver o espírito de liderança, pois poderão gerenciar e supervisionar demais profissionais.

Senso analítico

Essa habilidade se refere à capacidade de analisar dados e extrair informações. No caso do Home Care, deverá examinar o paciente, exames, seus resultados, para então determinar qual é o tratamento mais indicado. Ainda, tais dados também se referem à gestão do cuidado domiciliar.

Hoje em dia, a tecnologia oferece uma grande variedade de ferramentas para isso, como softwares específicos para gestão, bem como para o monitoramento remoto.

Outro ponto importante é que o profissional deve ter uma percepção mais holística dos pacientes. Isso significa levar em consideração a rotina familiar, cultura, hábitos, relações com as outras pessoas que compartilham o mesmo espaço.

Empatia

A partir da visão holística, temos outra habilidade fundamental: a empatia. O profissional deve ter paciência e procurar compreender a situação do paciente em seu lar. Essa qualidade deve se estender aos demais familiares do paciente, pois eles também fazem parte dessa rede de apoio ao doente.

Atualização constante

Conforme mencionamos, a tecnologia está bastante presente no Home Care. Além de auxiliar no desenvolvimento de equipamentos cada vez mais modernos para que sejam operados nos domicílios dos pacientes, também têm trazido inovações que auxiliam muito a rotina e a produtividade dos profissionais.

Equipamentos para monitoramento remoto, a telemedicina e softwares são apenas alguns dos exemplos. Novas soluções surgem a cada dia e, por esse motivo, é essencial que os profissionais estejam em constante atualização sobre os benefícios e manuseio correto dessas inovações.

Oratória

Ao contrário do que muitos imaginam, a oratória também é uma competência de extrema importância no Home Care. Afinal, conseguir se comunicar com eficiência é fundamental para lidar tanto com os outros profissionais da equipe quanto com o paciente e seus familiares.

Então, além de ter tato para explicar sobre assuntos mais delicados que envolvem a saúde e a recuperação do paciente, também é importante saber como explicar o papel das outras pessoas que moram e auxiliam o doente. 

Outro motivo bastante comum que requer o uso da oratória é para falar sobre as glosas hospitalares, que se referem ao não pagamento pela operadora de saúde de algum tipo de atendimento.

Qual a importância das tabelas NEAD e ABEMID no Home Care?

Atualmente, tanto o Score NEAD quanto a Tabela ABEMID (Avaliação da Associação Brasileira das Empresas de Medicina Domiciliar) são instrumentos fundamentais para a realização do Home Care. Eles são utilizados pelas operadoras de saúde durante todo o processo de assistência no lar do paciente.

As tabelas analisam o perfil clínico do paciente para definir um planejamento de cuidados com o doente.

 Desse modo, abrangem tanto as etapas de avaliação inicial para a implementação do serviço como também para o desenvolvimento da assistência até o desmame dos recursos e alta dos serviços.

Como o software Carefy ajuda no Home Care?

Somos uma empresa que transforma a saúde por meio da tecnologia e da inovação. Para isso, oferecemos uma plataforma completa que auxilia na gestão de cuidado e, ainda, conta com um sistema de auditoria médica que unifica a jornada do paciente.

 Tudo isso sem o uso de planilhas ou papel, o que torna o processo muito mais fácil e eficiente.

Então, ajudamos as operadoras de saúde a otimizar o sistema de gestão de seus pacientes internados e a entregar mais valor aos usuários.

O módulo Home Care da Carefy

Nós contamos com um módulo específico de Home Care, cujas principais funcionalidades são as seguintes:

  • agenda;
  • roteirização;
  • plano terapêutico do paciente;
  • evolução personalizável por profissional;
  • anexo de arquivos e imagens;
  • apresentação de casos clínicos;
  • relatórios;
  • geolocalização;
  • indicadores estratégicos;
  • criação de pendências;
  • chat com a equipe.

Desse modo, os profissionais podem acompanhar todo o tratamento do paciente mesmo à distância. Outro ponto importante é que o módulo aumenta em até 223% a produtividade da equipe. Isso porque todas as informações ficarão centralizadas, desde a entrada do paciente até depois de sua alta.

Outro motivo para usar a plataforma da Carefy é que as operadoras de saúde têm um ROI (retorno sobre o investimento) de até 100x, impactando diretamente nos custos de operação. 

Além do mais, tivemos um aumento de 300% de envio de pacientes para a medicina preventiva. Além disso, conquistamos o 1° lugar no Healthcare Innovation Show 2017 e o 2° lugar no ranking Top 10 Healthcare 2019, sendo uma das 100 startups mais atraentes do mercado corporativo

Enfim, o Home Care é uma opção extremamente benéfica para os pacientes. No entanto, para obter os resultados desejados, é fundamental contar com um sistema completo para fazer a gestão e, assim, trabalhar com eficiência e obter serviços de altíssima qualidade e se destacar no segmento.

Então, não deixe de conferir mais sobre a nossa plataforma e saiba como nossos serviços podem ajudar a sua operadora a levar mais saúde para dentro dos lares!

indicadores de auditoria em saúde