banner ebook auditoria em saúde

destacar como gestor de saúde

O gestor de saúde tem um papel fundamental na sustentabilidade econômica e sobrevivência da instituição.

Por isso, ao atuar na função, precisa dispor de conhecimentos e habilidades peculiares.

Hoje vamos apresentar 6 habilidades essenciais para alavancar sua carreira de gestor em saúde. Confira!

O que é Gestão em Saúde?

Gestão em Saúde é a área responsável por administrar os serviços de saúde e as instituições de saúde, como operadoras ou clínicas e hospitais.

Unindo planejamento, controle, direção e análise de resultados, é o setor responsável por gerenciar, considerando todos os recursos existentes, tais como, humanos, financeiros e logísticos do dia a dia.

A gestão está presente em todos os sistemas de saúde, sejam eles privados ou públicos. 

Assim, mesmo que o Sistema Único De Saúde (SUS), o sistema de saúde pública do Brasil, seja pautado de forma centralizada, cada uma de suas unidades possui fluxos únicos, com diferentes resoluções de problemas, visto que cada unidade possui gestores diferentes. 

Ainda, na área de planos de saúde, a carreira tende a exigir ainda mais responsabilidade, já que os serviços devem satisfazer, de um lado os beneficiários, do outro, os hospitais, mas sem deixar de cumprir requisitos da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

A importância da gestão em saúde

A gestão em saúde é fundamental para o funcionamento de todo e qualquer instituição.

Quando feita de forma correta e eficiente, resulta no melhor desempenho dos profissionais da instituição, numa boa avaliação por parte dos pacientes, na redução de possíveis fraudes e no enfrentamento dos principais gargalos das instituições.

A importância do gestor de saúde

Dada as responsabilidades de um gestor, sua importância é eminente.

É por meio do gestor e todo seu conhecimento e experiência que são feitas as tomadas de decisões, visando sempre a competitividade, a sustentabilidade da instituição, o direcionamento dos recursos financeiros e o melhor cuidado possível ao paciente.

Ainda, o gestor de saúde deve se certificar de que toda a operação está ocorrendo de forma correta, respeitando as leis, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), e, assegurando a segurança dos pacientes atendidos na instituição.

Quem pode ser gestor de saúde? 

Para ser gestor de saúde é necessário conhecimentos em administração e saúde. 

É comum encontrarmos administradores com especialização em sistemas de saúde ou médicos pós graduados em gestão e administração desempenhando essa função.

Ainda, além da formação técnica, é fundamental que um gestor de saúde apresente algumas habilidades. Confira abaixo algumas delas!

6 habilidades para se destacar como gestor de saúde

1. Ser analítico

Essa é uma das principais competências. O gestor deve se interessar por métricas e indicadores, já que a análise de números e resultados é essencial para alcançar eficiência e economia.

Só para você ter uma ideia, o número de usuários de planos de saúde tem aumentado nos últimos tempos. No primeiro semestre de 2021, chegou a 48,1 milhões, representando o maior dos últimos 5 anos.

Os registros parecem promissores no primeiro olhar. No entanto, é preciso se lembrar de que a chegada de novos beneficiários também pode levar ao aumento da sinistralidade,  demandar mais uso de insumos médicos, além de dificultar o controle.

No entanto, a habilidade de ser analítico facilita criar indicadores de qualidade importantes para o crescimento. Por exemplo, é preciso monitorar internações hospitalares, acompanhar desfechos clínicos, controlar o uso de equipamentos, fiscalizar pagamentos médicos ou escolher o modelo de remuneração mais adequado.

2. Ter humanização no atendimento

Em atendimentos de saúde, o paciente precisa estar no centro das atenções. Assim, deve passar por experiências positivas em cada contato com o plano de saúde e, também, com os hospitais. 

Além disso, a humanização no atendimento é fundamental para criar um bom relacionamento com os beneficiários e as instituições de saúde.

e-book auditoria concorrente

A habilidade também serve de modelo para que os demais funcionários saibam como agir diante de cada demanda.

3. Ter habilidade de aprendizado contínuo

Também chamada de lifelong learning, ter capacidade para o aprendizado contínuo é se dispor a sempre aprender e ir atrás de novos conhecimentos.

Isso é importante para o autodesenvolvimento, a carreira e a imagem profissional.

Isso porque ser gestor de saúde exige conhecimentos técnicos na área. No entanto, também é necessário ter competências de estrategista.

A soma das duas capacidades é o que ajuda a tomar melhores decisões.

4. Ser comunicativo

A oratória na auditoria é outra competência do gestor de saúde, pois ele precisa dar e receber feedbacks, compartilhar resultados com a equipe e manter comunicação transparente com hospitais.

Por exemplo, todos precisam trabalhar juntos e com um objetivo em comum: a satisfação do paciente. No entanto, para chegar a um bom resultado, é necessário criar metas compartilhadas, além de atuar em sinergia.

5. Ficar atento nas tendências

Diariamente algumas práticas são lançadas ou relembradas e adotadas pelas instituições.

Por exemplo: a adoção da telemedicina, um maior investimento em medicina preventiva ou mesmo a criação de uma nova modalidade de atendimento, como por exemplo o Home-Care.

Estar atento às tendências e aberto à conhecê-las, discuti-las com o time ou mesmo implementá-las é fundamental para um gestor de saúde de sucesso.

6. Entender a importância da tecnologia

Dados os avanços obtidos a partir do movimento da Saúde 4.0, uma gestão eficiente pode se tornar mais estratégica quando aliada com a tecnologia. 

Entre as principais utilidades da tecnologia, podemos destacar:

  • ajudar a entender mais sobre o perfil demográfico dos beneficiários;
  • conhecer as maiores demandas;
  • monitorar as principais reclamações;
  • entender mais sobre as necessidades dos usuários.

Além disso, é possível encontrar falhas em processos, prever custos, criar relatórios, fazer o planejamento estratégico e tomar decisões baseadas em dados reais.

Um exemplo de tecnologia que pode ser utilizado são os softwares de auditoria em saúde.

Por meio deles, é possível utilizar recursos que alertam sobre glosas, inconformidades ou mesmo a automação completa dos processos que permitem a redução da média de permanência.

Como o Carefy ajuda os gestores de saúde

O Carefy é um software completo de auditoria de saúde, responsável por centralizar, padronizar e monitorar toda a jornada do paciente: desde a entrada até além da alta, no fechamento de contas médicas.

A plataforma permite o acesso em tempo real aos dados por toda a equipe. Além disso, disponibiliza, online e offline, um aplicativo que permite você ter toda a operação na palma da sua mão.

Confira alguns dos resultados de cases recentes:

Para entender melhor como a Carefy atua ao lado do gestor de saúde e contribui com a entrega de melhores resultados, entre em contato clicando aqui!

Alcance maiores resultados na sua carreira e instituição por meio do conhecimento. Inscreva-se na nossa newsletter para receber semanalmente conteúdos estratégicos sobre gestão de saúde. 🙂

indicadores de auditoria em saúde